Sabesp – Relatório de Início de Cobertura

Bom potencial de crescimento e melhora de eficiência

Iniciamos cobertura da Sabesp com recomendação de COMPRA para a ação baseado no modelo de fluxo de caixa descontado, com preço justo de R$ 52,00 que implica uma valorização potencial de 17,1%. A companhia possui característica de boa governança corporativa voltada para a maximização de resultados aos acionistas. Temos expectativa positiva para os seus resultados nos próximos períodos, tendo em vista o seu modelo de negócio, os investimentos previstos, boa resiliência a períodos de instabilidade, testada no período de 2014-2016 quando da crise hídrica.

Dentre os principais aspectos que fundamentam nossa expectativa para a companhia nos próximos anos, destaque para o bom histórico de crescimento nas principais contas de resultados de 2011 a 2017, com taxa média anual ponderada (CAGR) de 7% na receita líquida, 9% no EBITDA e 13% no resultado líquido, período esse que o país passou por grave crise. Continuidade da trajetória de crescimento e resultados nos próximos anos, à luz de um importante programa de investimentos: R$ 17,3 bilhões para o período de 2018 a 2022, com foco na ampliação da disponibilidade e segurança hídrica, sem prejuízo dos avanços conquistados nos índices de coleta e tratamento de esgotos.

Expectativa de retomada do crescimento da economia brasileira de maneira sustentável, com inflação e juros controlados, redução da taxa de desemprego, melhora da renda, importantes pilares para o crescimento da companhia. Além disso, com a definição dos novos governos, federal e estaduais, melhorou a percepção dos investidores de infraestrutura e, em particular, do setor de saneamento. A forte geração de caixa vem sustentando a maior parte das necessidades de investimento da companhia, que utiliza alguns instrumentos de longo prazo, com destaque para as debêntures. Destaque para a reduzida alavancagem reflexo de sua boa geração de caixa.

A companhia reitera que não há risco de uma nova crise hídrica neste ano, considerando que: (i) o consumo de água caiu 15% depois da crise; (ii) São Lourenço entrou em operação no ano passado e atua em área semelhante ao Sistema Cantareira, diminuindo a pressão no sistema; (iii) a interligação da represa Jaguari, no Vale do Paraíba, com o Cantareira, a partir da qual, existe a possibilidade de transferência de 5 mil litros de água por segundo. Some-se a isso a perspectiva de melhora de eficiência com a chegada do novo governo do estado de SP com proporcional redução da folha de pagamento a partir deste ano, e benefício ao longo dos próximos anos. Tem também a conclusão do acordo com o município de Guarulhos que endereça pendência importante. Não estamos trabalhando com uma possível privatização, embora não seja descartada, assim como a capitalização via a criação de uma holding de saneamento.

[botao link=”https://www.planner.com.br/wp-content/uploads/2019/01/Relatório-de-Início-de-Cobertura-Sabesp_30.01.19.pdf” tamanho=”pequeno” variacao=”azul”]
Cores pré-definidas [/botao]

Clique para acessar o Relatório Completo:


DISCLAIMER

Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.
As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.