As principais notícias do mercado estão aqui, para você começar o dia bem informado.

MERCADO


Bolsa
O Ibovespa encerrou a quinta-feira com alta de 1,16% aos 97.677 pontos, atingindo um novo recorde. Na semana, a alta foi de 1,64% e no ano 11,14%. O giro financeiro foi de R$ 15 bilhões, pouco menor que a média diária de janeiro. Mais uma vez a bolsa descolou dos mercados lá de fora, pressionados pelo noticiário negativo. Com a B3 fechada na sexta-feira pelo aniversário da cidade de São Paulo, o noticiário doméstico foi sacudido por mais uma tragédia em Minas Gerais, desta vez em Brumadinho, envolvendo novamente a Vale que deverá receber multa bilionária. Em consequência, os ADRs da empresa despencaram no exterior e o impacto deverá ser forte do lado doméstico. A agenda de hoje traz dados domésticos como o INCC de janeiro com alta de 0,40%, IPC Fipe semanal com alta de 0,43%, acima da expectativa e investimentos estrangeiros diretos. Os dados do exterior não deverão influenciar nosso mercado que terá o peso da notícia do desastre em MG e ainda a queda nos preços do petróleo. As bolsas internacionais mostram queda no fechamento da Àsia e na zona do euro, nesta manhã.

Câmbio
O dólar encerrou a quinta-feira com alta de 0,23% no mercado à vista, aos R$ 3,7709 e para fevereiro a moeda fechou cotada a R$ 3,7730, valorização de 0,15%.

Juros
Com a semana mais curta e o cenário internacional mostrando dificuldades no avanço de questões que se repetem quase que diariamente, os juros domésticos tiveram ligeira alta nas taxas do contrato de DI com vencimento em jan/20 passando de 6,44% para 6,48%. Para jan/25, a taxa fechou o dia em taxa de 8,89%, de 8,78% na véspera.

 

ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS


Notre Dame (GNDI3)
Aquisição da Greenline realizada em set/18 foi aprovada sem restrições pelo Cade e ANS

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) e a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) aprovaram, sem restrições, a aquisição do Grupo GreenLine pela Notre Dame Intermédica. A operação foi anunciada em setembro de 2018.

Na aquisição, feita pelo Hospital Santana, subsidiária da Notre Dame, estão inclusas a Green Line Sistema de Saúde, a Maternidade do Brás, o Laboratório Bio Master e o Pronto Socorro Itamaraty.

A ação GNDI3 encerrou a quinta-feira cotada a R$ 34,61 com alta de 2,4% no dia e 19,0% em janeiro.


Embraer (EMBR3)
Assinatura de contratos com Boeing 

A Embraer informou que assinou o contrato principal de operação com a Boeing em aviação comercial. Também foi assinado o contrato de cooperação que contém os termos e condições para a criação da joint venture para promoção e desenvolvimento de novos mercados e aplicações para o avião cargueiro KC-390.

A operação ainda depende de aprovação de acionistas e governo.

A ação EMBR3 encerrou a quinta-feira cotada a R$ 19,67 com queda de 9,3% no ano. Na sexta-feira a ação subiu 1,1%.


Vale (VALE3)
Tragédia em Brumadinho (MG) deverá pesar fortemente sobre a empresa e suas ações nesta segunda-feira

A tragédia ocorrida em Minas Gerais com o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho deverá ter consequências pesadas sobre a parte financeira da empresa, com multas bilionárias já anunciadas.

Com este novo componente, as perspectivas para a empresa e sua imagem ficam mais complicadas. A repercussão desta tragédia no mercado internacional foi muita ampla e a imagem da companhia bastante prejudicada e levará tempo para ser resgatada, sem contar com os possíveis desembolsos bilionários cujas multas já anunciadas ultrapassam R$ 11 bilhões.

Nossa recomendação para a ação VALE3 é de VENDA.


BRF S.A. (BRFS3)
Conclusão da venda do imóvel/equipamentos da unidade de Várzea Grande-MT

A BRF comunica aos seus acionistas e ao mercado em geral, que concluiu, em 23 de janeiro de 2019, a alienação para a Marfrig S.A. do imóvel e de equipamentos da unidade da BRF de Várzea Grande-MT, entrando também em vigor, nesta mesma data, Acordo de Fornecimento, por meio do qual a Marfrig se compromete a fornecer à companhia produtos acabados como hambúrgueres, almondegas, quibes, dentre outros, pelo prazo de 60 meses.

  • Como divulgado em 7/dez/18 o valor do imóvel e dos equipamentos soma R$ 100 milhões. Esta alienação integra o Plano de Reestruturação Operacional e Financeira anunciado pela BRF com o objetivo de acelerar o processo de desalavancagem financeira da companhia.
  • Já a parceria com a Marfrig, por meio do Acordo de Fornecimento, deverá impactar positivamente o resultado obtido no negócio de processados.
  • Cotadas a R$ 24,19/ação, equivalente a um valor de mercado de R$ 19,7 bilhões, suas ações registram alta de 10,3% este ano. O preço justo de R$ 28,00/ação traz um potencial de valorização de 15,8%.

ENGIE Brasil Energia (EGIE3)
Renúncia do Diretor Financeiro e Relações com Investidores

Na sexta-feira, dia 25 de janeiro, a companhia tomou conhecimento do pedido de renúncia do Sr. Carlos Henrique Boquimpani de Freitas ao cargo de Diretor Financeiro e de Relações com Investidores, para assumir um novo desafio profissional.

  • A companhia já iniciou a seleção de um novo profissional, com base em seu programa de sucessão. Carlos Freitas acompanhará o processo de transição até a sua saída efetiva, em 15 de março de 2019, a partir da qual o Sr. Eduardo Sattamini (Diretor Presidente), acumulará interinamente o cargo de Diretor Financeiro e de Relações com Investidores, não sendo esperada qualquer descontinuidade, devido à sua experiência anterior no cargo.
  • Suas ações cotadas a R$ 42,00/ação (valor de mercado de R$ 34,3 bilhões), registram alta de 27,2% este ano e 60,3% em doze meses. Nesse preço os múltiplos para 2019 são: P/L de 13,7x e VE/EBITDA de 8,0x.

Boletim Focus
Mercado revisa para baixo suas principais estimativas para PIB e projeções para inflação seguem comportamento benigno

Dentre as alterações contidas no Boletim Focus no último Boletim Focus desta segunda-feira, destaque para o ligeiro arrefecimento das estimativas para o IPCA de 2019, assim como as atualizações dos últimos 5 dias. Para o PIB, a mediana das estimativas também mostrou recuo. Para a Taxa de Câmbio, a mediana não mostrou variação em relação à última apuração, mesmo comportamento observado nas estimativas para a Taxa Selic.

A mediana do agregado para a produção industrial se mostrou estável, sugerindo crescimento de 3,04% em 2019. Para os demais indicadores de relevância, não houve alteração em relação às estimativas anteriores.

Com isso, para 2019, as expectativas para o IPCA ficaram em 4,00%, o PIB em 2,50%, Taxa de Câmbio R$/US$ 3,75 e a Meta da Taxa Selic em 7,00% a.a.

Destaques do Boletim Focus publicado na segunda-feira, para 2019:

  • IPCA: 4,00%;
  • IPCA (atualização dos últimos 5 dias): 3,99%;
  • PIB: 2,50%
  • Taxa de Câmbio: R$/US$ 3,75;
  • Meta Taxa Selic: 7,00% a.a.

Se preferir, baixe o Boletim Diário em pdf:

Baixar PDF

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações

Mapa de Posições Alugadas

Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.