Decisão do Federal Reserve para a taxa de juros alterou o humor dos mercados

As principais notícias do mercado estão aqui, para você começar o dia bem informado.

MERCADO


Bolsa
Em dia de noticiário fraco, o mercado chegou a subir na cola das bolsas europeias e na expectativa da decisão do Federal Reserve para a taxa de juros americana. A decisão do Fed de sustentar três aumentos para o ano que vem, alterou o humor dos mercados no final do dia. O Ibovespa inverteu o sentido fechando em baixa de 1,08%, aos 85.674 pontos, na mínima do dia, com os negócios somando R$ 16,1 bilhões. Os mercados internacionais responderam com volatilidade à comunicação do Fed e os juros dos Treasuries bateram máximas logo após a decisão de elevar os juros, mas minutos depois os retornos atingiam as mínimas do dia. O petróleo por sua vez, teve dia de alta forte com o WTI para fevereiro fechou em alta de 3,37%, a US$ 48,17 o barril, na Nymex, e o Brent para fevereiro teve ganho de 1,74%, a US$ 57,24 o barril, na ICE. Nesta quinta-feira, do lado doméstico, atenção para a divulgação do Relatório de Inflação 4T e oferta pelo BC de 13.830 contratos de swap cambial para rolagem de contratos de janeiro. No exterior, ações despencam com a decisão do Fed – queda na Ásia e na zona do euro e os futuros indicam baixa para NY e do lado doméstico.

Câmbio
O dólar também pesou ontem, encerrando a sessão em baixa de 0,39% cotado a R$ 3,8882 no mercado à vista. A moeda para janeiro também fechou em queda de 0,41% a R$ 3,8970.

Juros
Da mesma forma que a bolsa e o dólar, os juros futuros tiveram a influência do resultado da reunião do Fomc. A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/20 fechou com taxa de 6,620%, de 6,651% na véspera e a do DI para jan/25, passu de 9,512% para 9,38%.

ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS


Santander (Brasil) S.A. (SANB11)
Aquisição de participação residual na GetNet

O banco informou que ontem (19/dez) os minoritários: Manzat Inversiones AAU S.A. e Guilherme Alberto Berthier Stumpf exerceram a opção de venda prevista no Contrato de Compra e Venda de Ações e Outras Avenças, celebrado em 4/4/2014, de forma que o Santander Brasil adquirirá a totalidade das ações de emissão da Getnet Adquirência e Serviços para Meios de Pagamento S.A. (Getnet) de propriedade destes minoritários, correspondentes a 11,5% do capital social da Getnet, pelo valor de R$ 1,431 bilhão.

  • Seguimos com recomendação de compra para SANB11 com preço justo de R$ 49,00/unit, equivalente a um potencial de alta de 12,7% frente cotação de 43,46/unit.
  • O banco Informa, ainda, que a aquisição das ações objeto da Opção de Venda estará sujeita à aprovação prévia concedida pelo Banco Central do Brasil e à celebração dos termos da transferência das ações da Getnet de propriedade dos Minoritários.

Eletrobras (ELET3, ELET6)
Portaria do MME prorroga período de serviço da Ceal e da Amazonas Energia

O Ministério de Minas e Energia (MME) através da Portaria nº 502, de 18/dez/18, prorrogou o período de designação, para prestação de serviços temporários de distribuição das empresas: Companhia Energética de Alagoas (Ceal) e Amazonas Distribuidora de Energia S.A (Amazonas Energia).

  • Esta prorrogação será valida até a assunção pelo novo concessionário ou por prestador emergencial e temporário, ou até 31 de março de 2019, o que ocorrer primeiro.
  • Ontem (19/dez) a agência de classificação de risco Standard & Poor’s reafirmou em “BB-” o Global Scale Rating da Eletrobras, incluindo o crédito corporativo e o Senior Unsecured Note Rating. Também reafirmaram em “brA-1+” o National Scale Rating de curto prazo da companhia, e permaneceu inalterado em “b+” o Stand-Alone Credit Profile (SACP).

Banrisul (BRSR6)
Ex JCP em 27/dez18 com retorno líquido de 0,44%

O Banco deliberou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) complementares referente ao 4T18 no valor total de R$ 45,0 milhões, equivalente a R$ 0,10998992 por ação PNB.

  • Serão beneficiados os acionistas na data base de 26 de dezembro de 2018, passando as ações a ser negociadas “ex-juros” a partir de 27 de dezembro de 2018.
  • O pagamento ocorrerá em 13 de fevereiro de 2019. O retorno líquido é de 0,43%.

Tim Participações (TIMP3)
Aprovação de emissão de R$ 1 bilhão em debêntures, Financiamento junto ao BNDES e JCP de R$ 0,1569 por ação

  • O conselho de administração da TIM Participações aprovou a 1º emissão de debêntures de sua controlada TIM S.A., no valor de R$ 1 bilhão
  • Contratação de um financiamento junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) no valor de R$ 390 milhões.
  • Pagamento de JCP:  Distribuição de Juros sobre Capital Próprio (JCP) no valor bruto de R$ 0,1569 por ação, equivalente a R$ 379,993 milhões.
  • A ação TIMP3 encerrou ontem cotada a R$ 12,19 acumulando desvalorização de 5,3% no ano.  O retorno do JCP para os acionistas é de 1,29% sobre esta cotação.

Lojas Renner (LREN3)
Aprovação de JCP de R$ 64,358 milhões ou R$ 0,0896 por ação

A companhia informou que pagará juros sobre capital próprio no valor bruto de R$ 64.358.932,50 ou R$ 0,089644 por ação.

  • Terão direito os acionistas com posição em 26/12. Ações “ex” 27/12.
  • Data para pagamento: Até 10 dias após a AGO de 2019.

Ontem a ação LREN3 encerrou cotada a R$ 38,87. Sobre este preço o retorno calculado para os acionistas é de 0,23%.


BRMalls (BRML3)
Aprovação de JCP de R$ 10 milhões ou R$ 0,0119 por ação. “Ex” em 26/12

O conselho de administração da BRMalls aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio no valor bruto de R$ 10 milhões, equivalente a R$ 0,0118727890774159 por ação.

  • Acionistas com direito ao JCP com posição em 21/12 (sexta-feira). Ações “!ex” em 26/12
  • Não foi divulgada a data para pagamento.

Com base na cotação de fechamento de ontem (BRML3 = R$ 12,82) o retorno para os acionistas é de 0,09%.


Embraer (EMBR3)
Assinatura de pedido firme de 21 jatos E195-E2 pela Azul

  • Valor do contrato: USD 1,4 bilhão, a preço de lista, e será incluído na carteira de pedidos firmes (backlog) da Embraer do quarto trimestre de 2018;
  • Ontem a ação EMBR3 encerrou cotada a R$ 20,80 com valorização de 4,8% no ano e a AZUL4 fechou a R$ 32,37 com alta de 28,3%.

Gerdau (GGBR4)
Aumentos de capital em controladas

O Conselho de Administração da Gerdau aprovou ontem aumentos de capital em três controladas, somando R$ 1,7 bilhão.

  • Além disso, o Conselho autorizou também a aquisição de 1,3 milhão de ações ordinárias da Gerdau Aços Longos de propriedade da Gerdau Açominas por R$ 56 milhões;
  • Os aumentos de capital serão feitos nas empresas Gerdau Aços Longos de R$ 1,1 bilhão, Gerdau Hungria (R$ 260 milhões) e GTL Equity Investments (R$ 300 milhões);
  • A empresa não deu maiores detalhes dos projetos nos quais os recursos serão usados.

Bradespar (BRAP4)
Pagamento antecipado de Notas

A Bradespar informou que realizou o pagamento antecipado de vinte e quatro Notas comerciais no valor total de R$ 2,4 bilhões.

  • Em seu último Boletim Quinzenal (14/dezembro), vemos que a Bradespar tinha uma dívida bruta de R$ 3,2 bilhões, um caixa de R$ 3,0 bilhões, levando a um endividamento líquido de R$ 144 milhões.  Portanto, o pagamento destas Notas poderia ser feito com o caixa, sem a necessidade de tomar outros recursos;
  • É importante lembrar que a Bradespar tem como único investimento as ações da Vale.  A empresa detém 303,9 milhões de VALE3, cujo valor em bolsa é de R$ 15,2 bilhões.  A participação da Bradespar no capital da Vale é de 5,9%.

Se preferir, baixe o Boletim Diário em pdf:

Baixar PDF

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações

Mapa de Posições Alugadas

Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.