Ibovespa encerra a Sexta próximo da estabilidade

As principais notícias do mercado estão aqui, para você começar o dia bem informado.

MERCADO


Bolsa
Numa semana de instabilidade nas principais bolsas estrangeiras, o Ibovespa passou a sexta-feira operando próximo da estabilidade na maior parte do tempo e acabou fechando em baixa de 0,44%, aos 87.450 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 16,4 bilhões. Hoje, dia de vencimento de opções sobre ações pode-se esperar volatilidade na primeira parte da sessão e investidores atentos ao cenário externo mais uma vez, considerando que esta semana praticamente marca o encerramento do ano. Hoje a agenda econômica traz dados da balança comercial da zona do euro em outubro com saldo de US$ 12,5 bilhões (abaixo da expectativa de US$ 14,0 bilhões) e do lado doméstico saiu o indicador de atividade econômica com alta de 0,02% no M/M e 2,99% no A/A. Temos também o Boletim Focus. As bolsas internacionais operam em baixa na zona do euro e os futuros de NY oscilam nesta segunda-feira, em semana de decisão dos juros americanos na quarta-feira.de exportadores de matérias-primas. Assim, o cenário, favorece algum movimento de realização.

Câmbio
Com o cenário externo vem ditando o comportamento da moeda americana na semana, no fechamento da sexta-feira a cotação no mercado à vista ficou em R$ 3,9066, acumulando valorização de 0,29% na semana.

Juros
A taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/20 fechou em 6,60%, de 6,621% no ajuste da quinta-feira e para jan/25 encerrou em caiu de 9,522% para 9,46%.  A sinalização de que a taxa Selic poderá permanecer em 6,50% nos próximos meses mantém o mercado de juros mais calmo.

ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS


Cemig (CMIG4)
Reestruturação societária das subsidiárias integrais de Geração e Comercialização

O Conselho de Administração da Cemig aprovou na sexta-feira (14/dez) a transferência para a Cemig Geração e Transmissão S.A. (Cemig GT), das seguintes subsidiárias integrais de geração e comercialização: (1) Sá Carvalho S.A.; – Horizontes Energia S.A.; (2) Rosal Energia S.A.; – Cemig PCH S.A.; (3) Empresa de Serviços de Comercialização de Energia Elétrica S.A.; (4) Usina Termelétrica do Barreiro S.A.; (5) Cemig Comercializadora de Energia Incentivada S.A.; (6) Cemig Trading S.A.

  • Cotadas a R$ 12,87/ação (valor de mercado de R$ 18,8 bilhões), suas ações registram alta de 99,1% este ano. O preço justo de R$ 15,00/ação traz um potencial de valorização de 16,6%.
  • Esta transferência foi realizada com a aprovação da Aneel, pelo valor de R$ 396,9 milhões, com base em Laudo de Avaliação Patrimonial, a valores contábeis, na data base de 30/10/18.
  • De acordo com a Cemig, esta reestruturação “busca racionalizar sua estrutura societária, possibilitando às empresas aumentar a eficiência operacional e a rentabilidade”.

Eletrobras (ELET3, ELET6)
Nova data para o Leilão da CEAL 

O BNDES alterou o cronograma de desestatização da CEAL – Companhia Energética de Alagoas. A nova data de Entrega dos Documentos é 27 de dezembro de 2018, e o leilão, antes previsto para 19/dez/18, será realizado no dia 28 de dezembro de 2018.

  • As ELET3 cotadas a R$ 24,41/ação registram alta de 26,2% este ano. As ELET6 ao preço de R$ 28,50/ação estão com valorização de 25,6% em 2018 até sexta-feira (14/dez).

Equatorial Energia S.A. (EQTL3)
Obtenção da LI para SPEs 4, 5 e 6

Em 14 de dezembro de 2018, a companhia obteve a Licença de Instalação (LI) do IBAMA, para seus projetos de linha de transmissão dos lotes 14 (BA/MG), 15 (BA/MG) e 16 (MG), conjuntamente, do leilão realizado em outubro de 2016.

  • Os referidos lotes compõem o Bloco 3 com Receita Anual Permitida (base: nov/2018) de R$ 410 milhões e Capex de R$ 2.169 milhões, conforme estimativa da Aneel.
  • Cotadas a R$ 71,92/ação (valor de mercado de R$ 14,3 bilhões), suas ações registram alta de 11,4% este ano. Os múltiplos para 2019 são: P/L de 15,5x e VE/EBITDA de 9,6x.

Burger King (BKBR3)
Aprovação de JCP de R$ 0,0474/ação, “ex” em 20/12

O conselho de administração do Burger King Brasil aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio:

  • Montante: R$ 10.547.764,56, equivalente a R$ 0,047400183 por ação;
  • Acionistas com direito até 19/12, com as ações ficando “ex” no dia 20/12;
  • Data para pagamento: 29 de março.

A ação BKBR3 encerrou a sexta-feira (14/12) cotada a R$ 17,92 e, com base nesta cotação, o JCP representa um retorno de 0,27% para os acionistas.


Localiza (RENT3)
Concessão de provento

O Conselho de Administração da Localiza aprovou o pagamento de juros sobre o capital próprio (JCP) no valor total bruto R$ 49,3 milhões (R$ 0,074537183 por ação).

  • O pagamento será realizado no dia 6 de fevereiro de 2019, considerando as posições dos acionistas em 19/dezembro.  RENT3 será negociada “ex-direitos” no dia 20/12;
  • Este JCP permite um retorno bruto de 0,3%.  Vale lembrar que a Localiza paga proventos trimestralmente.

CSN (CSNA3)
Projeção para o EBITDA

A CSN publicou na última sexta-feira, após o pregão, uma projeção para seu EBITDA em 2019 de R$ 7 bilhões.

  • Esta é uma projeção otimista, superando em 15,5% nossas expectativas do EBITDA em 2019, que foi publicada em no último relatório da empresa;
  • O EBITDA acumulado em nove meses de 2018 somou R$ 4,3 bilhões, valor 24,6% maior que em 2017.

Boletim Focus
Mediana dos agregados aponta depreciação na taxa de câmbio e estabilidade na inflação e no PIB

Dentre as alterações contidas no Boletim Focus publicado nesta segunda-feira, destaque para a estabilidade nas estimativas para o IPCA de 2018, com as atualizações dos últimos 5 dias seguindo a mesma trajetória. Do mesmo modo. para o PIB, a mediana das estimativas se mostrou estável, a despeito das estimativas para a Taxa de Câmbio, indicando a terceira depreciação consecutiva. Por fim, em sua última reunião do ano, o Copom decidiu manter a Meta da Taxa Selic para o final do período estável em 6,5%, com destaque para o comportamento benigno da inflação.

Com isso, para este ano, as expectativas para o IPCA ficaram em 3,71%, o PIB em 1,30%, Taxa de Câmbio R$/US$ 3,83 e a Meta Selic em 6,50% a.a.

A mediana do agregado para a produção industrial se mostrou queda, sugerindo crescimento de 1,91% ante 1,99% na apuração anterior. Para os demais indicadores de relevância, não houve alteração em relação às estimativas anteriores.

Destaques do Boletim Focus publicado nesta segunda-feira, para 2018:

  • IPCA: 3,71%;
  • IPCA (atualização dos últimos 5 dias): 3,68%;
  • PIB: 1,30%
  • Taxa de Câmbio: R$/US$ 3,83;
  • Meta Taxa Selic: 6,50% a.a.

Se preferir, baixe o Boletim Diário em pdf:

Baixar PDF

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações

Mapa de Posições Alugadas

Clique para acessar nossas Análises Gráficas:

Análises Gráficas


DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.