Petrobras – Relatório de Análise

Muitos fatores positivos

Ajustamos nossas projeções da Petrobras e elevamos o Preço Justo de PETR4 para R$ 33,00 por ação, mantendo a recomendação de Compra.  A Petrobras vem conseguindo se recuperar da profunda crise pela qual passou e, após quatro anos seguidos de prejuízo, está voltando a lucrar em 2018.  Para os próximos anos, estamos otimistas quanto aos resultados da Petrobras, em função da venda de ativos, do aumento da produção, da queda na dívida e a reconquista de market share no mercado nacional.  Além disso, esperamos que a cotação do petróleo permaneça em patamares elevados e que ocorra uma retomada na demanda por combustíveis no Brasil.  Com isso, apesar da ação já ter subido 64,1% este ano, ainda vemos potencial de alta.

  • Produção: O volume de petróleo produzido pela Petrobras no Brasil está em queda em 2018 (5,8% nos primeiros nove meses).  A empresa espera que os seis equipamentos que vão iniciar a produção neste ano (capacidade somada de 900 mil barris/dia de petróleo) possam limitar a queda na produção neste ano (redução estimada em 2,5%) e permitir uma elevação de 9,5% em 2019;
  • Vendas:  A fraqueza na demanda nacional e a redução na produção estão levando a quedas no volume vendido no mercado interno e nas exportações.  No acumulado até setembro/18, houve uma redução de 5,0% nas vendas totais no Brasil e de 7,1% no volume vendido para o exterior.  O esperado aumento da produção e a retomada no crescimento da economia, devem elevar as vendas internas, assim como as exportações nos próximos trimestres;
  • Market share: Após uma severa perda, a Petrobras tem conseguido retomar sua participação nas vendas de derivados no Brasil.  Este ano, a empresa já recuperou 19 pontos percentuais no mercado de diesel e 8 pp na gasolina.  Com isso, ao final do 3T18 tinha participações de 93% em diesel e 91% na gasolina;
  • Proventos:  A Petrobras pagará juros sobre o capital próprio (JCP) no valor de R$ 0,10 por ação a partir do dia 3 de dezembro de 2018, base nas posições acionárias de 21/novembro.  A Petrobras já pagou neste ano dois outros proventos, também na forma de JCP, com valores brutos de R$ 0,05 no mês de maio e R$ 0,04 em agosto.  Os três pagamentos totalizam R$ 2,6 bilhões, valor equivalente a 11,0% do lucro acumulado até setembro/2018.

Clique para acessar o Relatório Completo:

Relatório Completo – PDF




DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.