Siderurgia – Relatório Setorial

2018-10-03T12:35:49+00:00 03/10/2018|Empresas e Setores|

Um bom momento do setor

As siderúrgicas brasileiras vivem um bom momento em suas operações, com incremento das vendas no mercado interno, aumentos de preços e ganhos de rentabilidade.  Os resultados do 3T18, para as três siderúrgicas de capital aberto, devem trazer todos estes benefícios, mas a desvalorização do real vai limitar os ganhos operacionais e comprometer o lucro líquido, pela elevação dos custos.  Mesmo assim, elas devem apresentar números positivos, o que impactará suas ações.  Recomendamos a Compra das empresas do setor, com Preços Alvos de R$ 13,80 para USIM5 (potencial de alta em 62%), R$ 11,40 na CSNA3 (18%) e R$ 20,40 em GGBR4 (21%).

  • Expectativas para os resultados do 3T18: Acreditamos que as três empresas do setor tenham resultados operacionais positivos, limitados pelos aumentos de custos com matéria-prima e financeiros.  Em síntese, estas são nossas expectativas para as empresas do setor:
  • Usiminas: Esperamos que a empresa tenha um trimestre com resultado operacional tão bom quanto no 1T18, que mostrou elevação significativa no EBITDA, mas redução do lucro líquido. Isso deve ser possível por melhores vendas no mercado interno, com preços maiores, recuperando as perdas decorrentes da greve dos caminhoneiros no 2T18;
  • Gerdau: Vemos um trimestre positivo para a empresa, com ganhos de volume e uma pequena elevação na margem EBITDA.  Após uma forte crise, as vendas de aços longos voltaram a crescer no Brasil.  Com isso, o volume vendido no mercado interno da Gerdau no 3T18 deve ser beneficiado, em detrimento das exportações;
  • CSN: A empresa pode ter um bom resultado no 3T18, beneficiando-se da melhoria na demanda interna de aço e dos bons preços do minério, que foram alavancados pela desvalorização do real.  No mercado interno, os resultados serão positivamente impactados por melhores preços (estimamos este percentual em 5%).  Por outro lado, a desvalorização do real elevou os custos da siderurgia (carvão e minério), limitando os ganhos de margem.

Clique para acessar o Relatório Completo:

Relatório Completo – PDF




DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora.

As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado.
Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18:
O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.