Boletim Diário – 18 de Setembro 2018

MERCADO

Bolsa
O Ibovespa abriu a semana em alta, marcando 1,80% no fechamento, aos 76.788 pontos. O mercado segue sensível aos resultados das pesquisas eleitorais e deverá ser assim até as eleições, com a volatilidade aumentando, dependendo dos resultados parciais. Com o vencimento de opções sobre ações, o volume de negócios chegou R$ 12,2 bilhões, dos quais R$ 3,4 bilhões foram do exercício de opções. A agenda política mostra a segunda prévia da inflação pelo IGP-M subindo 1,34% e o IPC-Fipe semanal com alta de 0,30%. Do lado externo, nenhum dado importante para hoje, exceto a disputa comercial entre China e Estados Unidos que deve continuar pesando sobre os negócios das duas nações. As bolsas internacionais mostram alta no fechamento na Ásia e sobem também na Europa. Por aqui, os investidores seguem atentos aos mesmos assuntos recorrentes: política e preços das commodities.

Câmbio
Os resultados das pesquisas seguem mexendo com os ativos financeiros e ontem o dólar ficou mais sensível a este movimento, abrindo em alta para fechar em queda de 0,86% no mercado à vista. A cotação ficou em R$ 4,1292 no final do dia.

Juros
Os juros futuros abriram a semana em queda acompanhando o comportamento do dólar. Hoje começa a reunião do Copom com expectativa de manutenção da taxa Selic inalterada. Ontem, a taxa do contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) para jan/19, fechou em 6,765%, de 6,877% no ajuste de sexta-feira. A taxa do DI para jan/025, também recuou de 12,384% para 12,28%.



ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Suzano papel e Celulose (SUZB3)
Oferta no mercado internacional de Senior Notes

A ação SUZB3 encerrou ontem cotada a R$ 51,40 acumulando valorização de 176,3% em 2018, principalmente após o anúncio da aquisição da Fibria e também pela valorização do preço da celulose e a desvalorização cambial, dado que aproximadamente 70% de sua receita advém do mercado externo. O valor de mercado atual da Suzano é de R$ 56,2 bilhões e a ação está sendo negociada a 5,25x o valor patrimonial.

A Suzano comunicou o lançamento e precificação de Senior Notes, no mercado internacional, com vencimento em 2029, no valor total de US$ 1,0 bilhão. A emissão tem conexão com a transação com a Fibria, que visa à combinação entre os negócios das companhias.

A Suzano pretende utilizar os recursos obtidos das Notes para propósitos corporativos em geral, incluindo o financiamento da Operação, e o pagamento de taxas relacionadas à emissão das Notes.

Características das Notes:

  • Oferta de US$ 1,0 bilhão;
  • Vencimento em 2029;
  • Emitidas com yield de 6,125% ao aa;
  • Cupom (juros) de 6,0% aa (pagos semestralmente);

Ferbasa (FESA4)
Aumento da receita com a desvalorização do real

Os números da Ferbasa em agosto mostraram queda no volume vendido (3,8%), mas expressiva elevação na receita, por conta da desvalorização do real.

  • O volume total das vendas no mês foi composto por 12,4 mil toneladas das ligas de cromo (redução de 4,7% comparado a agosto/17) e 7,4 mil toneladas em ligas de silício (-2,2%);
  • A receita líquida em agosto somou R$ 124,8 milhões, uma alta 35,4% em relação ao mesmo mês de 2017, devido ao aumento de 14,5% preços médios praticados;
  • Vale lembrar que a desvalorização do real ajuda a rentabilidade da Ferbasa, que fatura 100% em dólar e tem 90% dos seus custos em reais.

Hermes Pardiini (PARD3)
Aprovação de JCP bruto de R$ 0,06959317829 por ação

O Instituto Hermes Pardini distribuirá juros sobre o capital no montante bruto total de R$ 9,058 milhões.
Valor bruto por ação: R$ 0,06959317829
Ações com direito ao JCP até: 28/09/18 ficando “ex” direitos em 01/outubro
Data para pagamento: 31/outubro

A ação PARD3 encerrou ontem cotada a R$ 14,39 e o retorno calculado sobre esta cotação é de 0,48%.


Clique para acessar o Boletim Diário Completo:

Boletim Diário – PDF

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações


Mapa de Posições Alugadas




DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. 
As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.