Boletim Diário – 06 de Setembro 2018

MERCADO

Bolsa
O Ibovespa encerrou a quarta-feira com alta de 0,51% aos 75.092 pontos, após dois dias de baixa, O volume do dia foi reduzido ficando em R$ 7,8 bilhões. Os assuntos que rondam o mercado são os mesmos, tendo como centro as eleições e a indefinição em relação ao caso Lula. Na madrugada, mais uma negativa por parte do ministro Edson Fachin em relação ao pedido de Lula para reverter a Inelegibilidade. Hoje a agenda econômica tem como destaque a divulgação do IGP-DI e o IPC-A de agosto. O IGP-DI veio com alta de 0,68% no M/M e 9,06% no A/A e o IPCA ficou em queda de  0,09% de no M/M e alta de 4,19% no A/A. Nos EUA saem os dados do mercado de trabalho e PMI e pedidos de fábrica. Indicadores importantes que podem repercutir nos mercados. O petróleo WTI para outubro na Nymex teve queda de 1,64% a US$ 68,72/barril em na ICE, o barril do Brent para novembro recuou 1,15%, para US$ 77,27. Lá fora as bolsas se mostram pesadas na Europa mais uma vez e na Ásia o fechamento foi negativo. A pesquisa Ibope mostrando Jair Bolsonaro com 22% das intenções de voto seguido por Marina e Ciro Gomes empatados com 12%, pode ser uma sinalização para o mercado, com eventual reação nas ações hoje.

Câmbio
Ontem, a moeda americana fechou em baixa de 0,23%, aos R$ 4,1425 no mercado à vista. O ambiente externo mais tranquilo deu espaço para recuperação de moedas emergentes, que vinham sofrendo nos últimos dias.

Juros
O mercado de juros futuros mostrou volatilidade durante o dia, mas no final registou pequena redução nas taxas de contrato para jan/20 com o DI ficando em 8,82% ante 8,86% na véspera. Para jan/25 a taxa passou de 12,47% para 2,49%.



ANÁLISE DE SETORES E EMPRESAS

Notre Dame Intermédica (GNDI3)
Aquisição de 100% do capital do Grupo GreenLine por R$ 1,2 bilhão

  • A GreenLine está presente na zona Leste da capital, com 2 hospitais próprios, 10 prontos-socorros e 9 centros clínicos.
  • Em 2017, o Grupo GreenLine registrou faturamento de aproximadamente R$ 1 bilhão e possui uma carteira de 464 mil beneficiários na região metropolitana de São Paulo, dos quais 60% estão na categoria corporativa.
  • A Notre Dame abriu seu capital em abril deste ano, com o início das negociações em 20/04/18 a R$ 16,50. Ontem a ação GNDI3 encerrou cotada a R$ 24,52 acumulando valorização de 48,7% desde o início das negociações em bolsa.

Telefônica Brasil (VIVT4)
Aprovação de JCP no valor de R$ 1.555 por ação ON e R$ 1,7105 por PN.  Ações ficam “ex” em 18/09.

  • Montante do juro sobre o capital (JCP) aprovado: R$ 2,8 bilhões;
  • Valor por ação: R$ 1,555 para a ON e R$ 1,7105 para a PN;
  • Direito dos acionistas: Até 17/09 ficando “ex” no dia 18;
  • Crédito para os acionistas: Até o final de 2019;
  • Retorno para os acionistas: Com base na cotação de fechamento de ontem, R$ 39,39 o retorno para os acionistas será de 4,34% para as ações PN. Para as ações ON, cotadas ontem a R$ 36,66 o retorno é de 4,24%.

ENGIE Brasil Energia (EGIE3)
Esclarecimento sobre notícia de venda de termelétricas

Em resposta a solicitação da B3 sobre a notícia divulgada ontem (5/set) na mídia, de que “a chinesa State Power Investment Corporation (Spic) estaria negociando a aquisição da térmica Pampa Sul, por um valor entre R$ 800 milhões e R$ 1 bilhão (valor do equity sem dívida)” a Engie Brasil Energia esclareceu que:

  • Segue analisando as alternativas para a continuidade do processo de descarbonização do seu portfólio, com a alienação dos Complexos Termelétricos Jorge Lacerda e Pampa Sul;
  • No momento, não há qualquer compromisso vinculante com potenciais interessados em tais ativos, nem tampouco definição quanto à sua estrutura de venda (de forma individual ou conjunta) ou quanto aos termos e condições de uma eventual transação;
  • Reitera que uma alienação conjunta de tais ativos não está descartada.
  • Ao preço de R$ 36,34/ação (valor de mercado de R$ 23,7 bilhões) suas ações registram valorização de 10,3% este ano ante a queda de 0,5% do IEE e desvalorização de 1,7% do Ibovespa. O preço justo de R$ 43,00/ação traz um potencial de alta de 18,3%.

Venda de combustíveis cai 0,8% em julho
Em julho, as vendas de derivados combustíveis de petróleo e etanol realizadas pelas distribuidoras no Brasil caíram 0,8%, segundo dados da Agência Nacional do Petróleo (ANP). No acumulado do ano, as vendas tiveram uma redução de 0,6%.

  • Estes dados são decepcionantes, porque se esperava uma recuperação nas vendas de combustíveis após a greve dos caminhoneiros;
  • Até abril, mês anterior à greve, as vendas acumuladas de combustíveis estavam crescendo 2,1% e no mês havia ocorrido um incremento de 5,1%.

Clique para acessar o Boletim Diário Completo:

Boletim Diário – PDF

Clique para acessar nossos Mapas Diários:

Mapa de Oscilações


Mapa de Posições Alugadas




DISCLAIMER
Este relatório foi preparado pela Planner Corretora e está sendo fornecido exclusivamente com o objetivo de informar. As informações, opiniões, estimativas e projeções referem-se à data presente e estão sujeitas à mudanças como resultado de alterações nas condições de mercado, sem aviso prévio. As informações utilizadas neste relatório foram obtidas das companhias analisadas e de fontes públicas, que acreditamos confiáveis e de boa fé. Contudo, não foram independentemente conferidas e nenhuma garantia, expressa ou implícita, é dada sobre sua exatidão. Nenhuma parte deste relatório pode ser copiada ou redistribuída sem prévio consentimento da Planner Corretora de Valores. O presente relatório se destina ao uso exclusivo do destinatário, não podendo ser, no todo ou em parte, copiado, reproduzido ou distribuído a qualquer pessoa sem a expressa autorização da Planner Corretora. 
As opiniões, estimativas, projeções e premissas relevantes contidas neste relatório são baseadas em julgamento do(s) analista(s) de investimento envolvido(s) na sua elaboração (“analistas de investimento”) e são, portanto, sujeitas a modificações sem aviso prévio em decorrência de alterações nas condições de mercado. Declarações dos analistas de investimento envolvidos na elaboração deste relatório nos termos do art. 21 da Instrução CVM 598/18: O(s) analista(s) de investimento declara(m) que as opiniões contidas neste relatório refletem exclusivamente suas opiniões pessoais sobre a companhia e seus valores mobiliários e foram elaboradas de forma independente e autônoma, inclusive em relação à Planner Corretora e demais empresas do Grupo.